contato@karuamigo.com.br | Baixe nosso Aplicativo
(11) 3686-2012   |   (11) 3602-0915
Clínica Veterinária 24 horas em Osasco Rochdale SP
(11) 94151-5474 Facebook

Especialidades Veterinárias em Osasco Rochdale SP

Especialidades

Especialidades Veterinárias em Osasco Rochdale SP

Especialidades

A Clínica Veterinária Karu Amigo conta com profissionais especializados em cirurgia e anestesia além de centro cirúrgico equipado para a monitorização de seu animal com aparelho de anestesia inalatória, monitor cardíaco, oxímetro, controle de temperatura ambiente, aparelho de pressão arterial, bomba de infusão, bisturi elétrico, e normas rígidas de esterilização, assepsia e antissepsia.

Pré-operatório Para a realização do ato cirúrgico o seu animal deverá ser avaliado previamente pelo médico veterinário responsável e se necessário, alguns exames serão solicitados. Durante a consulta clínica você receberá as devidas orientações referentes a jejum prévio e possíveis medicações.

Trans-operatório Durante o procedimento cirúrgico o seu animal será monitorado pelo uso de aparelhos adequados, será capaz de avaliar: frequência cardíaca e respiratória, saturação de oxigênio sanguíneo, temperatura corporal e a pressão arterial de seu animal, de modo a garantir segurança na anestesia e proporcionar a recuperação rápida e de seu animal.

Pós-cirúrgico Dependendo do tipo de cirurgia a qual seu animal será submetido haverá uma variação no período de permanência na clínica após o ato cirúrgico. Pode ocorrer, devido ao tempo de cirurgia, tipo de anestésico utilizado e idade do animal uma sonolência e em alguns casos confusão mental, além da diminuição da atividade e do apetite após o procedimento. Por isso realizamos um acompanhamento e orientação sobre as possíveis alterações apresentadas e os cuidados necessários. O uso de medicação pós-cirúrgica é de prescrição restrita do Médico Veterinário e deve ser administrada conforme solicitado.

Todos os animais internados ficam sob supervisão direta de um clínico veterinário e para isso devem passar em consulta médica. Contamos com gaiolas individuais, separadas de acordo com a doença e o estado clínico de cada animal. Além disso, oferecemos uma equipe de veterinários exclusivos para o setor, 24h por dia, sete dias por semana, com os mais modernos equipamentos para recuperação completa do animal. O período das diárias de internação e seus valores variam de acordo com o grau de complexidade do paciente e os cuidados exigidos. Sendo assim, o valor é determinado no momento da avaliação clínica. Alguns medicamentos e exames não estão inclusos no valor da diária e devem ser cobrados separadamente. Todos os animais apresentam prontuário médico individual, ao qual fica relatado todo o protocolo de tratamento, bem como anotações do estado clínico, resultando em um total controle sobre a evolução do tratamento do paciente.

Assim como no mundo da medicina humana, o ortopedista veterinário é um especialista amplamente requisitado no mundo dos animais de estimação, sendo capaz de auxiliar e tratar animais com as mais variadas complicações, patologias, fraturas em ossos, rupturas de ligamentos, degenerações em articulações ou músculos.. Levando em conta que boa parte dos acidentes com cães e gatos resultam em patas quebradas ou luxações diversas, fica fácil entender a importância e a grande demanda em torno do ortopedista veterinário. Os casos ortopédicos podem variar desde os mais simples, como a luxação de patela, até os mais complexos, como correção de desvios angulares e procedimentos cirúrgicos na coluna vertebral. Contamos com profissionais altamente especializados para realizar o atendimento emergencial, bem como conduzir o tratamento mais adequado e eficaz, até mesmo cirurgias, quando necessárias.

Procedimentos realizados pela nossa equipe:

  • Fraturas em geral
  • Correção de desvios angulares
  • Ruptura de ligamento – técnicas de TTA e TPLO
  • Cirurgias de coluna vertebral - Hérnias de Disco (Extrusão/protrusão de disco intervertebral)
  • Luxações
  • Doenças musculo esqueléticas – Artrites imunomediadas, osteoartroses

 

A crescente conscientização dos proprietários quanto à importância da saúde oral dos animais cresce de maneira significativa. Com um exame físico geral e uma correta anamnese é que iremos averiguar tudo o que esta ocorrendo com o animal a ser diagnosticado, neste momento iremos analisar todos os hábitos que o animal tem como mordiscar/roer objetos duros, roer ossos ou brinquedinhos, biscoitinhos, etc. Dentre as principais doenças que acometem a boca dos animais estão a doença periodontal (popularmente caracterizada pelo acúmulo de tártaro), fraturas dentais, tumores e neoplasias e, especificamente nos felinos, é bastante comum a lesão reabsortivaodontoclástica felina, anteriormente conhecida como cárie dos gatos.

Um agravante decorrente da doença periodontal é que além de causar mobilidade e consequentemente perda dos dentes, podem ocorrer lesões em diferentes órgãos (coração, fígado e rins), o que remete para a gravidade e importância da doença periodontal, podendo levar o animal à morte. Como prevenção, recomenda-se a escovação diária, utilizando escovas e cremes dentais específicos para animais e realizar regularmente um a famosa limpeza de tártaro. Realizamos em nossa clínica reparação de dentes fraturados, tratamento de canal, cirurgia buco-maxilar para o tratamento de fraturas em maxilar, mandíbula etc.

Cães e gatos sofrem de várias enfermidades cardiorrespiratórias causadas principalmente por idade avançada, parasitas, traumas (atropelamentos, brigas) e predisposição racial. Há também doenças cardíacas congênitas (em filhotes), doenças valvares de tricúspide, mitral e aorta, tumores cardíacos, alterações de pericárdio, os que necessitam de marca-passo, e problemas pulmonares como asma, pneumonia, pneumotórax e edema pulmonar. O diagnóstico precoce é essencial para uma sobrevida maior e com mais qualidade.

A cardiologia veterinária, através de exames como eletrocardiograma, eco-doplercardiografia, mensuração da pressão sanguínea, holter e exames radiográficos, diagnostica as principais enfermidades cardiorrespiratórias dos animais.

Os sintomas mais comuns de doença cardiorrespiratória incluem cansaço fácil, secreção nasal, falta de ar, língua azulada, tosse, sopro cardíaco, aumento de volume abdominal, desmaio, intolerância ao exercício entre outros.

A maior parte dos cães e gatos manifestam alterações oculares comuns na velhice, como a catarata, a degeneração de retina e as neoplasias oculares. Contudo, as doenças oculares podem acometer os animais em todas as idades. Cães jovens podem manifestar alterações congênitas como o dermóide ocular, a distiquíase e o entrópio. Nos gatos é comum a conjuntivite por Herpesvirus felino. Nos cães e gatos adultos jovens a ceratoconjuntivite seca, as alterações na terceira pálpebra e os traumas corneanos podem ser observados com grande frequência. Algumas raças de cães e gatos têm predisposição a doenças oftálmicas específicas, que podem ser congênitas (de nascimento) ou adquiridas.

Cães jovens das raças sharpei, bulldog, rottweiller, chowchow, entre outras, frequentemente desenvolvem alterações de conformação das pálpebras, que requerem tratamento cirúrgico. Outra afecção comum em animais jovens que tem indicação cirúrgica é o prolapso da glândula da terceira pálpebra, que surge como uma bolinha vermelha no canto interno do olho e pode resultar em desconforto e secreção ocular excessiva.

Raças de focinho curto e olhos salientes, como pug, shih tzu, lhasa apso, pequinês e gato persa comumente sofrem de úlceras de córnea e exigem cuidados especiais, dada a conformação da face. Outra doença oftálmica diagnosticada com maior frequência em cocker spaniel, poodle, beagle e bulldog é relacionada à lubrificação da superfície dos olhos. Esses animais podem produzir lágrima em quantidades inadequadas. Glaucoma, catarata, alterações da retina e tumores palpebrais têm maior incidência em animais idosos. Algumas alterações inflamatórias oculares podem ser consequentes de doenças sistêmicas, portanto é de extrema valia que se faça essa correlação em busca da causa do problema oftálmico.

Os principais sintomas de problemas oculares são olho vermelho, secreção ocular, prurido, coceira, olhos fechados ou piscando excessivamente, desorientação ou insegurança e mudanças no aspecto dos olhos, como aumento de volume do globo ocular.

Os animais podem apresentar alterações neurológicas em qualquer fase da vida. Essas alterações podem se manifestar de forma aguda ou progredindo lentamente durante vários meses. Algumas raças têm mais predisposição, mas mesmo os animais sem raça definida podem ser acometidos.

Os animais com sintomas neurológicos podem apresentar lesão primária no sistema nervoso ou uma doença metabólica que afeta o sistema nervoso de forma secundária.

Os sintomas podem ser mais evidentes dependendo da localização e da extensão da lesão. Além da obtenção do histórico e o exame físico completo, é necessário a realização de exames complementares específicos na obtenção do diagnóstico correto, pois diferentes doenças podem causar alterações clínicas muito semelhantes.

Nos animais mais jovens a incidência de má-formação e de doenças infecciosas é grande. A má-formação mais frequente em cães é a hidrocefalia, principalmente nas raças de pequeno porte. Embora intoxicação e traumas possam ocorrer em qualquer idade, os filhotes, devido à sua curiosidade, estão mais sujeitos a apresentar tais alterações.

Nos animais adultos, doenças infecciosas, inflamatórias e degenerativas do disco intervertebral como a hérnia de disco, são frequentes. Nos cães adultos, a epilepsia idiopática (convulsões recorrentes) é bastante comum, com maior incidência em algumas raças.

Nos animais idosos a incidência de doenças metabólicas, vasculares, degenerativas, tumores sistêmicos e tumores cerebrais aumentam o risco de problemas neurológicos.

Sintomas

Em caso de qualquer comportamento atípico, é importante o animal ser avaliado por um Médico Veterinário experiente.

Animais com lesão cerebral podem apresentar uma série de alterações que muitas vezes são erroneamente associadas à idade avançada, como andar sem parar, trombar em objetos, alterações no comportamento e de personalidade, agressividade, trocar o sono da noite pelo dia, perseguição de cauda, ficar parado ou preso nos cantos, latir ou miar excessivamente, urinar ou defecar em locais inapropriados.

Também podem apresentar dor, claudicação (mancar), impotência do membro (não apoiar a pata), arrastar a pata no chão, quedas, não andar em linha reta ou andar apoiando na parede, ou até paralisia, de um ou todos os membros. Outros sintomas são convulsão, cegueira súbita, corrida histérica, perder o movimento de um lado da face ou do corpo, ficar com a cabeça pendendo ou torta para um lado, dificuldade para respirar ou engolir, insônia ou presença de algum tipo de movimento involuntário (tiques como movimentos de mastigar chicletes).

Atendimento de silvestres com hora marcada!

CLÍNICA VETERINÁRIA 24 HORAS

Copyrights © 2016 Karu Amigo.

Logo WebFormas